primeiro eu gostei

Desembarquei de meu confortável quarto sobre rodas em plena Estação Keleti, e encontrei uma plataforma simples, aquele tipo de estrutura de cimento protegida por uma cobertura de duas águas. A singeleza italiana, incluindo a famosa Termini romana, se repetia.

Por uns minutos pensei: não haverá gares nesta Europa “alternativa”, como na Estação da Luz paulistana? Será que nem mesmo em Budapeste, que foi co-capital do poderoso Império Austro-Húngaro, ninguém fez uma gare decente?

Minha resposta veio em algun segundos: olhando para frente, pude ver a grande gare envidraçada de Keleti, enorme, linda, que meu vagão não alcançava por ser o trem muito comprido e o vagão leito, como sempre, o último – o mais afastado do barulho da locomotiva.

Budapeste aparecia então em toda a pompa de capital imperial. Que linda! Foi, por assim dizer, a primeira, senão a segunda, impressão que tive da cidade.

Anúncios

Sobre arnaldof

Viajando em busca de algo que não sei o que é, mas com a certeza de que será muito bacana.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para primeiro eu gostei

  1. ciro disse:

    Nessas suas mudanças de opinião, afinal de contas, ficou que impressão?

    Gostou mais de Buda ou de Peste?…

    Abraços, Arnaldovsky!

    ciro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s