imigrantes revolucionários

Repete-se aqui o que eu via em Veneza. Enquanto o comércio formal, tradicional, “nativo”, pratica horários ultra restritos, os imigrantes oferecem uma rede de micro-lojinhas familiares, caidinhas, mas que ficam abertas muito mais tempo.

O Billa aqui da frente (outra rede cooperativada europeia, tinha em Firenze) abre das 8 às 19 de segunda à sexta, das 8 às 18 no sábado e fica fechadinho no domingo. Coisa de cidade pequena do interior no Brasil.

Não se iludam justificando ser um Billa de bairro bla bla bla. Pesquisei na internet os horários da C&A vienense, e são os mesmos do Billa.

Já os mercadinhos dos imigrantes fecham bem tarde da noite. Ontem fui em um e só tinha produtos turcos… me senti em Istambul, comprei até meu suco de cereja em lata preferido!

Quem vai mudar quem nesse choque de culturas?

Anúncios

Sobre arnaldof

Viajando em busca de algo que não sei o que é, mas com a certeza de que será muito bacana.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s