Causos russos 1

No aeroporto de Pulkovo, após uma imigração ultratranquila, descubro feliz e contente que eles têm o serviço “brasileiro” de táxi pré-pago, algo inexistente no oeste europeu, onde as falcatruas dos taxistas com os turistas são a regra. Paguei os 700 rublos devidos e embarquei tranquilo em um táxi novo, tipo um Dobló, excelente.

Sankt Peter (como eles falam aqui, abreviado) é impressionante,”cebolões” dignos de Los Angeles, avenidas expressas enormes, viadutos imensos, prédios altos sendo construídos por toda a parte. Isso em torno do centro histórico, claro.

Mas o que quero falar mesmo é do taxista, aquele típico russo de meia idade, cara achatada, olhos puxados, vermelhão. Silêncio sepulcral durante intermináveis minutos de viagem. Presumo que ele não fale inglês e fico quieto. Em um dado momento, porém, não me seguro. No rádio começa a tocar a música de Caymmi “Minha jangada vai sair pro mar…” só que cantada em russo!!!!

Surpreso, digo ao motorista que a música no rádio é brasileira. Como muitas outras palavras da modernidade, rádio em russo deve soar “rádio” mesmo. Ele me olha com ar abestado, pensa uns segundos e abaixa o rádio. É, os motoristas do aeroporto não falam inglês.

Anúncios

Sobre arnaldof

Viajando em busca de algo que não sei o que é, mas com a certeza de que será muito bacana.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s